Criptomoeda Cardano (ADA)

SÃO PAULO – Com uma alta de mais de 1.400% em 2021, a Cardano (ADA) implementa neste domingo (12) uma de suas atualizações mais importantes desde sua criação, passando a aceitar agora os chamados contratos inteligentes (smart contracts).

Criada em 2017, a Cardano é uma rede que mistura um pouco de diferentes projetos conhecidos de criptoativos. De um lado, ela visa atuar em operações desses contratos inteligentes, como o Ethereum, enquanto de outro, também quer atuar como uma criptomoeda, mais ou menos como o Bitcoin.

Agora, o sistema está para ativar a atualização batizada de “Alonzo” – prevista para acontecer às 18h44 (horário de Brasília) -, mas desde o início do ano já tem passado por melhorias e testes, o que tem animado investidores e especialistas, mesmo antes da atualização ser colocada em prática.

5 criptomoedas para ficar de olho, mas ressaltaram que faltava a rede começar a entregar suas promessas de desenvolvimento para realmente destravar valor.

“Se entregar o que está prometendo, tem muito potencial”, disse Rodrigo Miranda, responsável pela Universidade do Bitcoin. “Ela está em outro momento. Enquanto a Solana, por exemplo, está entregando muito e prometendo pouco, a Cardano já prometeu bastante, mas ainda não entregou. Se começar a entregar, tem um grande potencial de valorização”.

Nos últimos dias, o analista e trader Jason Pizzino se mostrou bastante otimista com a Cardano, apontando que o token ADA pode subir até 290% no melhor cenário.

Sua previsão utiliza a chamada Teoria de Elliott Wave, que prevê a ação futura dos preços observando a psicologia da multidão que tende a se manifestar em cinco ondas, em que um ativo sobe nas ondas um, três e cinco, enquanto passa por correções na dois e quatro.

Pizzino avalia que a Cardano já completou até a onda quatro, sendo que normalmente a onda três é a que registra maior alta (sendo o momento em que a ADA foi de US$ 0,10 até US$ 2,47), enquanto os ralis da um e cinco são parecidos.

Na onda um, o token passou de US$ 0,01 até US$ 0,17, ganhos de cerca de 900%. Já na onda atual, que teria começado nas mínimas de junho e julho, o analista projeta um ganho até cerca de US$ 8, podendo chegar até US$ 11, o que significaria uma alta em torno de 290% desde os US$ 2,50 apresentados nos últimos dias.

Porém, olhando além do preço em si, a mudança é um passo importante para a Cardano. “Essa atualização é super importante porque agora permite a utilização de smart contracts e o desenvolvimento de dApps na rede”, lembra Safiri Félix, diretor de produtos e parcerias da Transfero.

Segundo ele, com isso, a concorrência tende a ficar mais acirrada com a rede Ethereum e outros protocolos como Solana, que também vem se destacando com o crescimento do mercado de NFTs.

Mesmo assim, Félix destaca que será um longo caminho ainda. De um lado, ele lembra que o Ethereum ainda é o protocolo líder considerando valor de mercado e adoção, e “tem potencial de destravar muito valor se tornar marginalmente mais escasso com a migração para PoS (Proof of stake)”, enquanto do outro, a Solana destaca pela escalabilidade, eficiência e baixo custo pra validar as transações, o que a encaixa muito bem para aplicações em games e NFT.

“A Cardano vai precisar encontrar seu nicho e seguir com o desenvolvimento do protocolo para se posicionar”, conclui.

Invista nos fundos de criptomoedas mais acessíveis do mercado: abra uma conta gratuita na XP!

Fonte