Rodrigo Pacheco (Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

SÃO PAULO – O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou, nesta quarta-feira (8), que “há uma crise real” no Brasil, que precisa ser atacada, e que “a solução não está no autoritarismo” e em “arroubos antidemocráticos”. A declaração ocorre um dia após manifestações a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em diversas capitais do país.

Bolsonaro participou de protestos na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, e na Avenida Paulista, em São Paulo. Os atos tiveram discursos antidemocráticos, ataques ao Poder Judiciário e ao Congresso Nacional, além de pedidos de intervenção militar.

Em suas falas, o presidente elevou o tom contra o Supremo Tribunal Federal (STF) – em especial contra o ministro Alexandre de Moraes, cujas decisões disse que não mais respeitará. O mandatário também atacou o atual sistema eleitoral e voltou a defender o voto impresso.

Fonte