O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se encontra com apoiadores na rampa do Palácio do Planalto (Fotos: Marcos Corrêa/PR)

SÃO PAULO – Em discurso a apoiadores durante manifestações em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (7) – feriado do Dia da Independência – que não aceitará que qualquer autoridade passe por cima da Constituição Federal.

O recado era direcionado ao ministro Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que não foi nominalmente citado. O magistrado é relator do inquérito das Fake News e tem proferido decisões contrárias a aliados do mandatário.

“Nós não mais aceitaremos que qualquer autoridade, usando a força do poder, passe por cima da nossa Constituição. Não mais aceitaremos qualquer medida, qualquer ação ou qualquer sentença que venha de fora das quatro linhas da Constituição”, afirmou Bolsonaro do alto de um carro de som, na Esplanada dos Ministérios.

7 de Setembro: Sete pontos para ficar de olho nas manifestações bolsonaristas

Durante o breve discurso, Bolsonaro também fez uma ameaça velada, exigindo que o ministro Luiz Fux (também não citado nominalmente), presidente do Supremo Tribunal Federal, tome providências.

“Ou o chefe deste Poder enquadra o seu ou esse Poder pode sofrer aquilo que nós não queremos. Porque nós valorizamos, reconhecemos e sabemos o valor de cada Poder da República”, disse, sem entrar em detalhes.

Sob gritos de “fora, Alexandre” de apoiadores, ele prossegue: “Nós todos aqui, na Praça dos Três Poderes juramos respeitar a nossa Constituição. Quem age fora dela se enquadra ou pede para sair”.

Em outro trecho divulgado nas redes sociais, Bolsonaro diz que o ministro “perdeu as condições mínimas de continuar dentro daquele tribunal”. “Nós todos, aqui, sem exceção, somos aqueles que dirão para onde o Brasil deverá ir. Temos em nossa bandeira escrito ‘Ordem e Progresso’. É isso que queremos. Não queremos ruptura. Não queremos brigar com Poder nenhum, mas não podemos admitir que uma pessoa turve a nossa democracia. Não podemos admitir que uma pessoa coloque em risco a nossa liberdade”, declarou.

Poucos minutos após a fala de Bolsonaro, o ministro Alexandre de Moraes se pronunciou pelas redes sociais. “Nesse Sete de Setembro, comemoramos nossa Independência, que garantiu nossa Liberdade e que somente se fortalece com absoluto respeito a Democracia”, publicou.

mais informações em instantes

Fonte