Instalações de petróleo da Aramco
Instalações de petróleo da Aramco (divulgação)

No último domingo, ministros da Opep+ concordaram em aumentar a oferta de petróleo a partir de agosto para frear os preços, que subiram para máximas em dois anos e meio à medida que a economia global se recupera da pandemia de coronavírus.

Já nesta segunda, por volta das 9h30 (horário de Brasília), o contrato futuro do petróleo Brent para setembro operava em queda de 3,38%, a US$ 71,07 por barril, enquanto o petróleo dos Estados Unidos (WTI) com vencimento em agosto recuava 3,72%, a US$ 69,14 o barril.

O grupo, que inclui países da Opep e aliados como a Rússia, chegou a um importante acordo para os níveis de produção a partir de maio de 2022 após a Arábia Saudita e outros terem concordado com um pedido dos Emirados Árabes Unidos (EAU) que havia ameaçado o plano.

à série gratuita “Carreira no Mercado Financeiro” e conheça o setor da economia que paga os melhores salários de 2021.

Fonte