Uma processadora de carne bovina pode parecer um alvo improvável de um ataque cibernético. Até percebermos que bloquear apenas uma empresa pode paralisar o fornecimento de hambúrgueres e bifes para todos os americanos.

Essa é a lição do recente ataque de ransomware contra a JBS, uma das maiores produtoras de carne bovina dos Estados Unidos. Ou seja, a onda de fusões e aquisições criou brechas para falhas em alguns setores críticos, tornando-os alvos para hackers que fazem ameaças de grandes paralisações para lucrar com os maiores pagamentos possíveis.

O ataque à JBS (JBSS3), que começou no fim de semana do feriado Memorial Day, paralisou a produção em unidades que respondem por quase 25% do fornecimento de carne bovina dos EUA. E aconteceu poucas semanas depois que um ataque cibernético contra a Colonial Pipeline que conseguiu bloquear 45% do suprimento de combustíveis da costa leste dos EUA, elevando os preços da gasolina e provocando escassez em algumas partes do país.

Inscreva-se já.



Fonte