Frasco e seringa em frente ao logo da AstraZeneca em foto de ilustração 11/01/2021 REUTERS/Dado Ruvic
Frasco e seringa em frente ao logo da AstraZeneca em foto de ilustração (REUTERS/Dado Ruvic)

LONDRES – A agência reguladora de medicamentos do Reino Unido disse nesta quinta-feira que surgiram mais 41 relatos de coágulos sanguíneos raros após a administração de doses da vacina contra Covid-19 da AstraZeneca, mas que os benefícios da vacina continuam a superar os riscos para a maioria das pessoas.

Em uma atualização semanal sobre os efeitos colaterais de vacinas contra Covid-19, a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA) disse que houve um total de 209 coágulos com contagem baixa de plaquetas após inoculações com a vacina da AstraZeneca – na semana passada foram relatados 168.

A vacina da AstraZeneca é alvo de análises por causa dos coágulos muito raros, cuja incidência é maior em pessoas mais jovens. Alguns países, como o próprio Reino Unido, recomendam que só pessoas acima de uma certa idade recebam a vacina.

Curso gratuito do InfoMoney ensina a fazer o seu primeiro trade na prática, em menos de uma semana. Inscreva-se aqui.



Fonte