(Reuters) – A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu adiar novamente nesta terça-feira decisões sobre reajustes tarifários para empresas de distribuição de energia, enquanto avalia formas de conter uma esperada escalada nas contas de luz em 2021.

O regulador havia postergado reajustes para duas empresas dos grupos CPFL (CPFE3) e Energisa (ENGI11) no início de abril. Agora, mais cinco elétricas controladas por Neoenergia (NEOE3), Enel e Energisa tiveram processos suspensos.

O diretor-geral da Aneel, André Pepitone, disse que a avaliação sobre a tarifa dessas distribuidoras deve ser retomada em uma reunião extraordinária agendada para quinta-feira.

Na série gratuita Follow the Money, Wilson Neto, analista de investimentos da Clear, explica como funcionam as operações rápidas.



Fonte