(Bloomberg) — O diretor-presidente do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, disse estar otimista de que a pandemia terminará com uma recuperação econômica nos EUA que pode durar pelo menos dois anos.

“Tenho poucas dúvidas de que, com o excesso de poupança, novos estímulos, enormes gastos fiscais, mais flexibilização quantitativa, um possível novo projeto de lei de infraestrutura, uma vacina bem-sucedida e euforia em torno do fim da pandemia, a economia dos EUA provavelmente crescerá”, disse o CEO na quarta-feira em carta anual aos acionistas. “Este ‘boom’ pode facilmente durar até 2023.”

Programas de resgate federais sem precedentes reduziram o desemprego e evitaram mais deterioração econômica, disse Dimon, segundo o qual os bancos entraram na crise fortes e capazes de ajudar as comunidades a enfrentarem a tempestade. Embora os bancos também tenham se beneficiado do estímulo dos EUA, criaram colchões contra futuras perdas com empréstimos e tiveram bom desempenho nos testes de estresse, afirmou.

Fonte