SÃO PAULO – Com a preocupação dos investidores cada vez mais voltadas para a inflação e seus impactos para a política monetária, as atenções dos investidores estarão voltadas para a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice oficial de inflação), de março. O dado será divulgado na sexta-feira (9), às 9h (horário de Brasília), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A expectativa de diversos economistas é de aceleração, após um dado já forte em fevereiro, com alta de 0,86% ante janeiro de 2021.

O Bradesco projeta alta de 0,98% em março na base mensal, com a taxa acumulada em doze meses acelerando de 5,2% para 6,2%. Já o Itaú Unibanco espera uma aceleração ainda maior, de 1,04% na base mensal, levando a uma taxa em doze meses de 6,21%.

a recuperação do setor industrial do Brasil sofreu um baque, com o recrudescimento da pandemia de coronavírus e a adoção de novas restrições no país levando empresas a reduzir produção e empregos e a reavaliar perspectivas.

Já às 10h da quarta-feira (7), serão conhecidos os dados de mercado automobilístico do mês passado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que deverão mostrar queda da produção e das vendas de veículos no período, uma vez que paralisações nas linhas de montagem de veículos, seja como medida de segurança contra a deterioração da pandemia do coronavírus ou por falta de insumos, foram relatadas para algumas montadoras em março, destaca o Itaú.

Ainda no radar dos investidores, aa situação da Covid-19 no Brasil continuará em destaque. “Apesar de um ritmo um pouco mais acelerado de vacinas e alguns sinais precoces de números mais baixos de hospitalização na rede municipal de São Paulo, o quadro geral continua péssimo”, aponta o Itaú, que destaca a média semanal  de cerca de 3 mil mortes por dia, e várias regiões estão sob bloqueio total e toque de recolher noturno. Assim, avaliam os economistas do banco, as discussões sobre uma potencial reconstituição do estado de calamidade, com implicações fiscais negativas, precisam ser monitoradas de perto.

“Finalmente, o imbróglio sobre o orçamento de 2021 também permanecerá no centro das atenções, uma vez que soluções potenciais (esperançosamente com responsabilidade fiscal) podem ser anunciadas durante a semana”, avaliam.

No radar corporativo brasileiro, a definição do preço por ação em oferta da Dasa (DASA3) está prevista para terça-feira, em uma transação que pode levantar cerca de R$ 5,8 bilhões. A companhia de medicina diagnóstica pretende utilizar os recursos da oferta primária para aquisições e investimentos em produtos e pesquisas. A oferta de recompra de notes da Petrobras (PETR3;PETR4) vai até 7 de abril.

Já quatro empresas devem fixar o preço em suas ofertas públicas iniciais. Haverá a fixação dos preços por ação em IPO da LG Informática (no dia 5 de abril), da Blau Farmacêutica, da Allied (no dia 7 de abril) e da CM Hospitalar (em 9 de abril). A estreia das ações da LG Informática no Novo Mercado da B3 está prevista para terça, enquanto as estreias das ações da Blau e da Allied estão previstas para sexta.

Na agenda americana, o grande destaque fica para a ata da última reunião do Federal Open Market Committee (Fomc), que indicou juros perto de zero nos EUA até 2023. Na avaliação do Bradesco, o documento deverá reforçar a postura mais cautelosa da autoridade monetária, em um contexto de inflação ainda baixa, apesar da aceleração da economia esperada para os próximos meses com o avanço da vacinação e o elevado grau de estímulos fiscais e monetários.

Neste sentido, os investidores também ficarão de olho no discurso de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, na quinta-feira às 13h em evento sobre a economia global do Fundo Monetário Internacional (FMI). Ele pode dar mais indicações sobre perspectiva de inflação e crescimento do país, em um contexto de anúncio de novo pacote trilionário de infraestrutura anunciada pelo presidente Joe Biden.

Na Europa, atenção para as leituras finais dos índices PMI de março. No dia 7, serão divulgados os dados do PMI composto pelo Markit da zona do euro e do Reino Unido. Na sexta, serão divulgados os dados de produção industrial da Alemanha de fevereiro.

Por fim, na Ásia, atenção para os índices de preços ao consumidor de março da China, às 22h30 da quinta-feira. Expectativa ainda para os dados da balança comercial do mês passado, ainda sem data prevista.

Para conferir a agenda completa de indicadores, clique aqui.

Quer descobrir como é possível multiplicar seu capital no mercado de Opções? O analista Fernando Góes te mostra como na Semana 3×1, evento online e 100% gratuito. Clique aqui para assistir.



Fonte