Jair Bolsonaro, presidente da República (REUTERS/Ueslei Marcelino)
Jair Bolsonaro, presidente da República (REUTERS/Ueslei Marcelino)

SÃO PAULO – Após a Petrobras (PETR3; PETR4) anunciar na manhã desta quinta-feira (18) um novo reajuste no preço da gasolina e do diesel, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a companhia, apesar de negar qualquer interferência.

Durante sua live semanal nas redes sociais, ele disse que não irá interferir na estatal, mas disse que “alguma coisa vai acontecer nos próximos dias”, sem deixar claro o que será feito.

Além disso, Bolsonaro informou que o imposto federal sobre o diesel será zerado por dois meses, valendo a partir de 1 de março, até que uma solução definitiva seja encontrada.

companhia praticamente fechará a lacuna de preços frente o mercado internacional.

Para estrategista-chefe da XP, mudança histórica abriu oportunidade para um grupo específico de ativos na Bolsa. Clique aqui ou deixe seu e-mail abaixo para saber de graça como aproveitá-la.



Fonte