O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, continuará servindo e cumprindo suas responsabilidades até o final de seu mandato, de acordo com uma fonte próxima.

Ele chamou os distúrbios ocorridos nesta quarta-feira, 6, em Washington de “completamente inaceitáveis” em uma aparição nesta quinta-feira com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

Ainda assim, seu caminho não deve ser o mesmo de alguns membros do governo de Donald Trump que renunciaram depois da invasão do Capitólio.

“Agora é a hora de nossa nação se unir e respeitar o processo democrático nos EUA”, afirmou Mnuchin, mas sem mencionar o presidente Trump diretamente.

O Departamento do Tesouro não respondeu aos pedidos de comentários sobre se Mnuchin discutiu a perspectiva de o gabinete invocar a 25ª emenda para remover o presidente Trump do cargo. Embora vários democratas tenham pedido a mudança e um republicano tenha ingressado nesta quinta na defesa da medida, ainda não parecia haver conversa séria entre as autoridades do governo.

Quer migrar para uma das profissões mais bem remuneradas do país e ter a chance de trabalhar na rede da XP Inc.? Clique aqui e assista à série gratuita Carreira no Mercado Financeiro!



Fonte