Nas últimas semanas, presenciamos vários episódios que deixaram explícito o desgaste na relação do ministro da Economia, Paulo Guedes, com membros do governo e também com sua própria equipe econômica. Isso inclusive alimentou (mais uma vez) rumores sobre a saída do “Posto Ipiranga” do governo. O clima melhorou no final da última semana, mas é impossível dizer que tudo já foi resolvido.

Será que Guedes aguenta ficar no governo? Para Luiz Cezar Fernandes, que conhece Guedes há 40 anos e fundou com ele e André Jakurski o banco Pactual em 1983, não há dúvida que o ministro ficará no Ministério mesmo se estiver enfraquecido, pois ele está realizando “um sonho que tem há 40 anos” que era de estar no governo.

“O Paulo se formou para trabalhar no governo e só conseguiu isso mais de 40 anos depois de formado. Então não é dinheiro nem poder que o atrai, ele quer fazer um benefício que ele acha importante pro Brasil. Ele não vai pedir demissão, então se não demitirem ele, ele não sai, porque ele não conseguiu implementar 10% da visão macroeconômica que tem“, disse Cezar durante live realizada com membros do Grupo de Mercado Financeiro da Unicamp e com Thiago Salomão, criador e apresentador do Stock Pickers.

Luiz Cezar Fernandes (ou apenas “Cezar”, como é conhecido) tem mais de 60 anos de experiência no mercado, tendo começado como office boy aos 12 anos. Mesmo sem sequer terminar o que hoje chamamos de “ensino médio”, ele esteve por trás da fundação do Garantia (junto com Jorge Paulo Lemann) e do Pactual, tendo ajudado na formação da maioria dos grandes nomes que temos hoje no mercado brasileiro. Foi dele também a ideia de criar a Selic, o CDI, a Cetip e tantas outras coisas que tornam dele um verdadeiro empreendedor deste meio. Hoje, ele trabalha com mandatos para reestruturação financeira de empresas e com operações de M&A (Fusões & Aquisições).

Guedes aguentará, mas a agenda de reformas….
Mesmo cravando que Guedes só sai do governo se for demitido, Cezar não demonstra otimismo com o andamento da agenda econômica do seu ex-sócio. Quando perguntado se o ministro vai implementar pelo menos metade do que gostaria de fazer, ele respondeu: “Não acredito [que vai implementar]. Não por ele, mas pelo presidente que está muito mais preocupado em ser popular e ser carregado no colo pelo povo do que consertar a economia”.

A live completa você confere no vídeo abaixo. O trecho em que ele fala da avaliação do ministro Paulo Guedes começa a partir de 1:19:40.



Fonte