O Instituto Brasil Adentro realizou, no dia 29 de novembro, seu último evento de certificação para os participantes do Programa Empreendedor do Futuro. Mais de quinhentas pessoas estiveram presentes no auditório da UPIS para assistir aos 16 pitchs de projetos dos alunos e à palestra de Rick Chesther. O Programa Empreendedor do Futuro disponibilizou em 2018, 1.400 vagas para universitários e formados do ensino superior do DF. Ao todo foram 11 turmas presenciais, realizadas entre agosto e setembro, com alunos de diversas universidades, beneficiados com o programa de 40 horas (entre ensino presencial e a distância).

Foram mais de 20 pitchs de projetos apresentados por alunos do programa, que concorreram a prêmios especiais como Tablets. O primeiro lugar ficou para o grupo Paranoá Engenharia, seguido da E.R.V – Lápis Digital e do projeto Prover. Todos os grupos desenvolveram projetos a fim de solucionar um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Com linguagem simples e direta, Rick Chesther, que começou sua carreira vendendo água nas praias do Rio de Janeiro, ensinou aos presentes como empreender mesmo em condições adversas, além de dar dicas e lições de humildade e resiliência que encantaram a audiência. Rick Chesther é hoje influenciador digital no mundo do empreendedorismo e já foi convidado para palestrar em Harvard (EUA) e em outros países.

Ao longo da programação do evento, os novos empreendedores receberam certificados de participação e também puderam se inscrever para a mentoria, com a consultora da SEBRAE Sandra Estrela, que auxiliou os alunos interessados na abertura de CNPJs.

Programa Empreendedor do Futuro

O Programa Empreendedor do futuro, que é uma parceria entre o Instituto Brasil Adentro e a Secretaria de Políticas para Criança, Adolescentes e Juventude do DF, foi realizado entre agosto e novembro de 2018, no qual jovens universitários e formados no Ensino Superior passaram por um treinamento de 40 horas, entre encontros presenciais e ensino virtual a distância, com plataforma dedicada e gamificada.

O programa está comprometido com as diretrizes da política para juventude do Distrito Federal, tendo sua estratégia construída em conformidade com os eixos de atuação estabelecidos nesta política, em especial com aquelas voltadas ao estímulo à qualificação profissional, inovação e empreendedorismo. Além disso, os alunos foram estimulados a desenvolver seus projetos atendendo a um dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Todo o programa foi estruturado em uma grande jornada, que aconteceu por meio de reflexões individuais, trabalho em equipe e atividades de cooperação. Os alunos aprenderam sobre a Metodologia Effectuation, desenvolvida pela indiana Saras Sarasvathy, a partir de profundos estudos empíricos com empreendedores de sucesso; sobre como reconhecer e lidar com as mentalidades fixa e de crescimento quando se está diante de um desafio, e o despertar para a adoção da mentalidade de crescimento e, ainda, realizaram várias atividades de autoconhecimento.

Além disso, os participantes fizeram o gerenciamento dos seus próprios projetos, formando times para desenvolver um desafio e construir uma solução inovadora e, ainda, participaram de dinâmicas nas quais trouxeram à tona suas ideias, formaram times, escolheram o desafio e partiram para execução, apoiados por conteúdos e mentorias.

Mais informações: www.empreendedordofuturo.net